PORQUÊ EXISTE INFLAÇÃO E NOTA DE 200 REAIS

Ver a imagem de origem

História imaginária:

O voo sobrevoava o oceano com o piloto, sua esposa e outro casal e iam em direção a ilha privada para uma de semana de festas. Na carga, 4 garrafas de vodca, 1 de uísque, e 2 dúzias de longnecks.

Tudo ia bem até que a aeronave deu pane e eles pousaram em emergência numa ilha maravilhosa habitada por nativos que não tinham uma base monetária e trocavam mercadorias e serviços entre si, um cesto de vime valia o trabalho de fazer fogo, uma panela de barro podia ser trocada por 2 galinhas. Tudo em paz para esse povo!

Com a chegada dos visitantes, a amizade foi selada, e os 2 casais se adaptaram e gostaram do estilo de vida simples da comunidade. Resolveram interagir. Os nativos também simpatizaram com a ideia e interromperam o tédio para abraçar aqueles forasteiros e provaram bebidas alcoólicas pela primeira vez, mas o que amaram de verdade eram as tampas das garrafas que eram lindas, e as garrafas que serviam de decoração em suas choupanas.

Muitos habitantes conseguiram guardar as tampinhas e faziam inveja a quem não tinha, aqueles simples objetos começaram a servir para trocar por produtos e serviços. Uma galinha valia 1 tampa de longneck. A construção de uma casa valia uma tampa de vodca, um javali 5 tampinhas de long. A linda tampa da garrafa de uísque era a mais cobiçada e seu valor não parava de subir, todo mundo queria e tinha gente que trabalhava 2 semanas sem receber nada só em troca dela.

Uma das tampas da garrada de vodca, a primeira a ser apreciada foi lançada ao mar. Os casais ainda não tinham noção da obsessão. Quando a cultura monetária se consagrou, muitos moradores locais passavam o dia mergulhando procurando aquele ouro!

Alguns do povo começaram até a brigar e cometer furtos, fraudes pelas tampas.

O rádio do avião ainda funcionava, felizes os casais usavam apenas para dizer aos seus familiares que haviam mudado seu estilo de vida, e por ali ficariam para sempre. Mas percebendo o quanto aquele povo que os acolheu tão bem eram felizes com as tampas de bebidas, pediram aos seus amigos para que passasse um avião e lançasse milhares delas sob a ilha.

Após o derrame de tampas o povo se desinteressou por elas e imediatamente as garrafas que alguns ainda possuíam se tornaram interessantes para a base de troca. Uma das garrafas tinha impresso no seu rótulo um lobo guará.

Infelizmente a ideia do texto não é minha, li essa história contada, acredite, pelos personagens Tio Patinhas, Donald e os sobrinhos anos atrás, juro, pesquisei mas não encontrei mais a fabula. Nunca mais saiu da minha cabeça.

Também o megaempresário Henry Maksoud comprou um horário na TV para ficar repetindo semanalmente a relação da hiperinflação brasileira com a emissão de lobos guarás.

Para os raros que chegaram até aqui agradeço, vocês tem seu peso no valor de diamantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s